Bolsa Lady Dior: A história de uma obra de arte

Luxo

|

6 de agosto de 2019

|

As roupas desenvolvidas pelas grifes de alta costura são realmente belíssimas, não há como discutir.

No entanto, são os acessórios que acabam conquistando o coração do público e se tornando objetos de desejo — como é o caso dos perfumes marcantes, maquiagens, carteiras, chaveiros e por aí em diante. Um desses itens, é a famosa “Chouchou”, também conhecida como bolsa Lady Dior.

Nas últimas décadas, essa versão se tornou um verdadeiro símbolo de estilo e, além disso uma das principais responsáveis pelo grande faturamento da grife francesa.

O sucesso não é para menos: além do seu visual sofisticado e versátil, a peça carrega uma história interessante por trás de seu nome.

E embora altamente procurada pelo público feminino, ainda existem pessoas que desconhecem a forma como o produto foi desenvolvido e batizado por seus criadores.

Você faz parte desse grupo?

Então, saiba que está no lugar certo! Ao longo da leitura, contaremos todos os detalhes envolvidos na criação de um dos elementos mais icônicos da Maison. Acompanhe e fique por dentro!

A história por trás da bolsa Lady Dior

Se existe uma bolsa que faz muito sucesso no universo da alta costura, sem dúvida é a Lady Dior. E acredite: a história por trás do seu nome consegue ser igualmente interessante.

Tudo começou no início dos anos 1990, quando a grife francesa desenvolveu o modelo “Chouchou”.

Segundo os seus criadores, o objetivo era que o acessório carregasse um estilo forte e único, além de transbordar a elegância inerente à marca.

Seguindo esse pensamento, o couro foi eleito o seu material principal. Para garantir a sua originalidade, a superfície precisava ser pautada por um acabamento sofisticado — foi então, que surgiu o matelassê em pespontos cannage.

Basicamente, a escolha desse detalhe foi uma homenagem ao primeiro desfile realizado por Christian Dior, em 1947.

Na época, o estilista se inspirou na cadeira de Napoleão III para produzir o seu primeiro desfile na Maison. 

Mas, a história não acaba por aí. Assim, com a ideia de fazer com que o modelo ganhasse ainda mais personalidade, foram acrescentados alguns berloques à peça.

Produzidos em prata e em ouro, tais pingentes eram desenvolvidos no formato das letras que compunham o nome da grife.

Eles também receberam diversos banhos ao longo da produção, como uma maneira de não perderem o brilho com o passar dos anos. 

A relação da bolsa com Princesa Diana

Com toda a certeza, a bolsa mais famosa da Grife foi um grande sucesso desde o seu lançamento.

No entanto, foi somente após a Princesa Diana se apaixonar pelo modelo, que o seu nome ganhou destaque no mundo inteiro. 

Fato este, que aconteceu em 1995, quando Bernadette Chirac, a primeira dama francesa, presenteou a então Princesa de Gales com uma “Chouchou” preta.

Foi amor à primeira vista e, no dia seguinte, Lady Di fez questão de encomendar todas as unidades do modelo disponíveis no mercado.

Na época, a Princesa Diana era a mulher mais famosa e fotografada do momento, principalmente, porque havia se tornado referência de moda e estilo para grande parte do público feminino.

E, claro, a Dior aproveitou o seu encanto pela bolsa e, rapidamente, decidiu renomear o acessório em homenagem ao membro da realeza britânica mais admirado de todos os tempos.

Assim, foi nesse momento que nasceu a icônica Lady Dior.

Até hoje, o sucesso do acessório é tão grande, que várias celebridades internacionais vivem sendo flagradas usando o modelo em eventos de gala, como a cantora Rihanna e a influenciadora digital Chiara Ferragni.

Agora só falta você!

svg% 3E
Foto/ Reprodução: Pinterest
svg% 3E
Foto/ Reprodução Pinterest



A it-bag best-seller de cara nova

Como uma maneira de fazer com que a bolsa Lady Dior ganhasse um visual novo, em 2017, a grife francesa resolveu lançar 10 versões exclusivas do modelo.

Desta vez, alguns artistas de renome foram convidados pela marca para realizarem intervenções modernas, originais, repletas de cores intensas, texturas e aplicações de elementos inusitados. Lantejoulas, botões e espelhos são alguns exemplos disso.

Dos nomes que assinaram esse novo projeto, estão Betty Mariani, David Wiseman, Lee Bul, Jamila Okubo, John Giorno, Friedrich Kunath, Namsa Leuba, Jack Pierson, Hong Hao e Spencer Sweeney.

Vale lembrar que as peças desta edição limitada foram lançadas em Nova York, Seul e Pequim e ficaram disponíveis para compra em 29 lojas ao redor do mundo.

Lady Dior 2021

Neste ano de 2021, a Dior apostou em novas versões dessa bolsa clássica e atemporal.

Uma das grandes novidades foi o lançamento da Lady Dior Micro que tem apenas 12 cm de tamanho.

Assim como as versões em tamanhos maiores da bolsa, a Lady Dior Micro é feita em pele de cordeiro.

Bolsa Lady Dior Dioramour micro aria_wornViewCropped aria_openGallery
Bolsa Lady Dior Micro/ coleção Dioramour
Bolsa Lady D-Lite média aria_frontView
Bolsa Lady D-Lite da coleção Dioramour

Como é feita a bolsa Lady Dior

A bolsa Lady Dior é tão exclusiva que até o seu processo de fabricação consegue encantar a todos. Para acabar com a sua curiosidade, separamos um vídeo especial.

Dê uma olhada:

Onde comprar a bolsa Lady Dior

Você pode comprar a bolsa Lady Dior diretamente na boutique da grife que fica localizada em São Paulo no shopping Cidade Jardim ou em brechós de luxo.

Aqui na Inffino você encontra esta e outras bolsas autênticas da Dior em ótimo estado de conservação e pelo melhor preço do mercado.

Conheça o nosso Bazar Online e nos siga no Instagram para acompanhar todas as novidades!

Compartilhar

INSTAGRAM.

Follow @inffino.oficial
@2021. Inffino by Projetual