Brechó de luxo já é febre nos Estados Unidos e Europa.

Tendência

|

14 de agosto de 2019

|

Você pode não imaginar, mas o que há de mais quente no universo fashion atual, não está nas passarelas ou nas Semanas de Moda internacionais. Muito menos, nos perfis do Instagram, que estão recheados de publicidade e fotos bem produzidas.

Hoje, os principais elementos capazes de aquecer a economia do setor estão em um só lugar: nos brechós de luxo.

Nos últimos tempos, as lojas atuantes nesse segmento estão mostrando uma imensa capacidade de remodelar o mercado. Como isso é possível? Simples: criando plataformas interativas e colocando à disposição do consumidor produtos de grifes renomadas e por um preço bem acessível.

Para se ter uma ideia, nos últimos três anos, os brechós de luxo, ou resale shops, cresceram bem mais do que o varejo de vestuário — valendo, hoje, US$ 20 bilhões. E as expectativas é que tais números não parem de crescer.

Mas afinal, como esse nicho funciona e o que ele tem para oferecer ao público nos próximos anos?

Para deixá-la por dentro, trouxemos as informações mais atualizadas sobre o assunto. Acompanhe!

Brechó de luxo: o que você precisa saber sobre a tendência

Em linhas gerais, a revenda de luxo, também conhecida como resale, se refere aos brechós ou às famosas lojas de segunda mão. Basicamente, tais estabelecimentos, que podem ser físicos ou virtuais, são repletos de itens bons, de altíssima qualidade e por um preço mais baixo do que o praticado no mercado. 

Qual a diferença de uma loja que segue esses moldes para as tradicionais? É simples: nelas, há uma variedade de artigos de grife, com excelentes ofertas e dispostas em ambientes extremamente sofisticados — muito parecido com as ofertas de produtos dos grandes departamentos de varejo.

brecho-de-luxo-inffino-estados-unidos

Foto: freepik.com

Mas não é apenas isso. Com o seu surgimento, esse setor começou a causar uma verdadeira transformação no universo fashion, estimulada por uma série de questões. A primeira, é que o nicho coloca em prática o conceito de moda circular.

Ou seja, em vez de desperdiçar enormes quantidades de roupas e acessórios, esse sistema consegue utilizá-los de forma responsável, estabelecendo, assim, uma forte ligação com a sustentabilidade e o consumo consciente. 

Outro fator interessante, é que, hoje, boa parte da população vê menos necessidade em possuir um produto para o resto da vida. Isso acontece porque os valores em relação ao consumo estão mudando e, inclusive, a economia compartilhada tem se mostrado cada vez mais forte. Não à toa, muitas pessoas, principalmente os jovens, estão adquirindo roupas por aluguel, como também, preferindo comprar em brechós e lojas de segunda mão. 

Brechó de luxo em números

De acordo com um relatório, elaborado pela ThredUp, em parceria com a GlobalData, só em 2018, 56 milhões de mulheres adquiriram itens de segunda mão nos Estados Unidos — número este, que equivale a 12 milhões a mais do que em 2017. 

moda-de-luxo-circular-inffino-tendencia

E o que esse levantamento concluiu? Que tanto no setor de luxo, quanto no varejo, as pessoas estão preferindo comprar produtos de alta qualidade e por um valor mais acessível, mesmo que isso signifique adquirir itens usados

Essa informação também explica o sucesso de lojas online internacionais e que praticam o resale, como é o caso da própria ThredUp e da Stadium Goods, uma marca com sede em NYC e conhecida por revender pares de tênis raríssimos, considerados itens de colecionador.

As vantagens dos brechós de luxo para o consumidor

Além de colaborar para o avanço da moda circular e do consumo consciente, a revenda de luxo proporciona outros benefícios incríveis aos consumidores que prezam pela qualidade dos produtos e, sempre que podem, utilizam itens de grife.

Em uma breve pesquisa nos sites exclusivos de resale, você encontrará sapatos da Gucci, por exemplo, por menos de R$300. Já um modelo similar e novo, custará, no mínimo, R$1.000. O mesmo vale para vestimentas e os mais variados acessórios, que vão desde cintos, passando pelos óculos de sol, até as bolsas — a paixão absoluta do público feminino.

O próximo desafio? É convencer os designers, que lideram as grandes marcas, a firmarem parcerias com as lojas de resale.

A ideia, é que essa prática se torne um padrão nos próximos anos e, a cada dia, mais pessoas colaborem para o aquecimento da economia circular.

brechó-de-luxo-inffino

Foto: freepik.com/rawpixel.com

E então, gostou de conhecer mais sobre a tendência da revenda de luxo? Aproveite para compartilhar o post nas suas redes sociais e fazer com que mais pessoas se aprofundem no tema!

Compartilhar

INSTAGRAM.

Follow @inffino.oficial
@2019. Inffino by Projetual