Gucci é a primeira marca de luxo a se tornar circular!

Sustentabilidade na moda

|

20 de julho de 2022

|

Cada vez mais, a indústria da moda sabe que precisa avançar para um modelo de produção mais circular – em contraste com a abordagem tradicionalmente linear, que envolve o uso de materiais virgens para criar um novo produto que é jogado fora no final de sua vida útil. Mas como a indústria pode realmente chegar lá?

Bem, a Gucci já tem tem algumas idéias e acaba de se tornar a primeira grande casa de luxo a firmar parceria com Ellen MacArthur Foundation , uma organização sem fins lucrativos focada em circularidade. “Reunindo uma marca como a Gucci e uma organização como a Ellen MacArthur Foundation, que tem feito um trabalho tão bom de ser pioneira na discussão sobre circularidade, sentimos que será uma parceria ganha-ganha”, diz Robert Triefus, diretor de marketing da Gucci. 

Gucci investe no designer circular e na agricultura regenerativa

A parceria fará com que a Gucci se concentre inicialmente em expandir seus esforços em duas áreas principais: design circular e agricultura regenerativa. “Até um tempo atrás, a circularidade era mais sobre [como você] descarta um produto no fim da vida útil”, diz Antonella Centra, vice-presidente executiva de conselho geral, assuntos corporativos e sustentabilidade. “Agora, a abordagem mudou completamente para a maneira pela qual você começa a criar um produto, começando pelo fornecimento e para nós, por exemplo, antes mesmo [da] agricultura regenerativa.”

A abordagem da Gucci à circularidade é melhor exemplificada por sua coleção Off The Grid. Lançada pela primeira vez em 2020 , ela é feita de materiais 100% reciclados, de base biológica e orgânicos. Estes incluem Econyl, nylon reciclado feito de redes de pesca descartadas e outros resíduos. Além disso, Demetra, um novo couro interno sem animais feito principalmente de polpa de madeira de origem sustentável e poliuretano de base biológica (como muitos outros couros veganos atualmente no mercado , o material ainda contém alguns sintéticos, mas a marca está trabalhando para eliminá-los). A atenção aos detalhes é fundamental, com todas as ferragens e zíperes de metal, etiquetas e cordões reciclados. Enquanto isso, restos de couro reciclados também aparecem na coleção.

Gucci financia um programa de lã regenerativa na América do Sul

Essa abordagem circular dos materiais também está sendo levada além da coleção Off The Grid. A marca está financiando um programa de lã regenerativa na Patagônia como parte de sua estratégia positiva para o clima, lançada em 2021, bem como um programa de algodão regenerativo no Uruguai. Isso garante que essas fibras sejam obtidas de uma maneira que realmente beneficie o meio ambiente, em vez de simplesmente extrair recursos do planeta (como é o caso da moda do modelo linear em que historicamente se baseou). “A agricultura regenerativa é o início da circularidade”, explica Centra. “Você basicamente cria a pré-condição para que um material venha de uma fonte regenerativa; tendo um impacto positivo na terra, na biodiversidade. Então, você também está aumentando sua capacidade de capturar as emissões de carbono.”

A reciclagem é um desafio de todos

Contudo, o fornecimento de materiais é apenas uma parte da conversa. Um dos maiores desafios quando se trata de circularidade é como garantir que todos esses tecidos possam ser usados ​​novamente. Mesmo que os materiais utilizados sejam reciclados, não é necessariamente fácil reciclá-los novamente – sendo o poliéster reciclado um excelente exemplo. “O desafio é para toda a indústria”, comenta Centra. “Ainda não existe a tecnologia que permite desmontar completamente um produto e depois separar todos os componentes de forma mecânica. A segunda restrição para o nosso produto é o logotipo – há um limite de upcycling desse material porque não podemos ter nossos produtos com o logotipo circulando no mercado.”

De muitas maneiras, o valor que o logotipo da Gucci possui é uma vantagem quando se trata de circularidade. Em vez de focar na reciclagem do produto no final de sua vida útil, a marca quer garantir que seus produtos tenham uma segunda, terceira e quarta vida – sendo a revenda uma parte fundamental disso. A casa de moda fez parceria com o site de revenda americano The RealReal em 2020, além de incorporar peças vintage como parte de sua iniciativa Gucci Vault no ano passado. “Esta é definitivamente uma área em que estamos focados e acreditamos ser nossa responsabilidade explorar mais”, diz Triefus.

Conclusão

De fato, a circularidade deve envolver todas as partes do negócio – algo que a Gucci conhece profundamente. “É uma mentalidade que está incorporada em toda a organização”, conclui Centra. “É a única maneira de abordar a circularidade.”

Aproveite e confira também Coleção Adidas x Gucci chega ao Brasil e desembarca em shoppings do Rio e São Paulo!

Que tal comprar peças das principais grifes italianas como Versace, Dolce & Gabbana, Gucci, Prada e muitas outras, pelo melhor preço? Então, corre lá no nosso site  e confira todos os nossos acessórios, sapatos, bolsas e roupas.

Além disso, aproveite e siga também a Inffino no Instagram para ficar por dentro de todas as novidades da nossa loja.

Compartilhar

INSTAGRAM.

Follow @inffino.oficial
@2022. Inffino by Projetual