História da Gucci: Saiba como surgiram as peças mais icônicas da grife!

Luxo

|

26 de janeiro de 2021

|

Entre intrigas e polêmicas e até mesmo, assassinatos, a história da Gucci, sem dúvida é uma das mais conturbadas das histórias das grifes.

Contudo, independente de qualquer coisa, o fato é que a Gucci é uma das maiores grifes de luxo do mundo e com toda a certeza, tem um grande papel na história da moda.

Veja então, como surgiu esta grande grife italiana e suas maiores criações que são sinônimo de elegância e criatividade até hoje.

Como surgiu a marca

Guccio Gucci nasceu no ano de 1881, em Florença, no norte da Itália. De origem humilde, sua família era artesã que fabricava peças de couro.

Como todo adolescente Guccio era rebelde e não tinha interesse em trabalhar nos negócios da família. Assim, o jovem adolescente deixou sua cidade natal e foi viajar por toda a Europa.

Guccio passou por várias cidades europeias como Londres e Paris, onde teve diversos empregos, como garçom, lavador de pratos e concierge. 

Mas, foi quando começou a trabalhar no hotel Savoy de Londres que o jovem Guccio, finalmente se encontrou ao observar a elegância dos hóspedes do hotel.

Desse modo, ele começou a se interessar pelos desenhos, formatos e estilos das suas bagagens. Assim, Guccio retornou a Florença cheio de inspiração e completamente apaixonado por tudo relacionado a moda e estilo.

Foi assim que o jovem rebelde, finalmente, decidiu seguir os passos de seu pai e começou a trabalhar como artesão. Foi então que Guccio Gucci se tornou responsável por uma verdadeira revolução na indústria de artigos de couro.

A primeira loja da Gucci foi inaugurada em 1921 em Florença e desde então a marca não parou de crescer e começou a se espalhar pelo mundo todo.

Maiores criações da Gucci

Gucci abre as suas redes sociais para a OMS e doa 10,8 milhões contra a  pandemia - 98FM Curitiba - Sintonize 98,9

Bamboo Bag (1947)

Foi em 1947 que a Gucci lançou a Bamboo Bag, uma das maiores criações da marca até hoje.

Assim, apesar de ser uma marca que trabalhava, essencialmente com artigos de couro, a partir de 1936 a empresa começou a trabalhar com novos materiais.

O motivo era claro; A segunda guerra mundial que tinha tornado o couro uma matéria prima escassa.

Mas, são nas grandes crises que surgem as grandes oportunidades e assim, Guccio inovou a indústria da moda usando o bambu japonês nas alças de suas bolsas.

A peça foi um grande sucesso assim que foi lançada e personalidades da época, como Grace Kelly aderiram rapidamente a bolsa.

Mocassin Gucci (1953)

Já em 1953, a Gucci lançou seus Mocassins de couro com fivela em forma de estribo.

O mocassim já era um sapato popular nas universidades americanas, e por isso Aldo Gucci queria levá-lo para Itália, mas com uma nova identidade.

Assim, Aldo Gucci, filho de Guccio, relembrou as origens da marca do pai, cujo objetivo era aplicar em suas peças detalhes equestres, inspirados na aristocracia inglesa.

Desse modo, foi adicionada esta fivela feita de metal, uma parte do estribo do cavalo, que seria a marca que faria a diferença. Além disso, o sapato na cor preta também foi uma inovação, dando um aspecto mais urbano à peça.

Pin em stile

Cinto Gucci (1969)

Em 1969, A Gucci lançou outra peça que se tornaria um clássico da marca, o cinto com as iniciais da Gucci com a letra G investida. Neste época, a marca já estava usando estas iniciais em todas as suas criações, o que deu um ar ainda mais elegante e nobre às peças.

Bolsa Jackie O bag ( 1974)

Em 1974, outro clássico da marca surgiu no mercado; a bolsa Jackie.

Está bolsa foi a primeira bolsa da marca com alça para o ombro e foi feita especialmente para Jacqueline Kennedy, esposa do presidente americano Jonh Kennedy, ambos grandes fãs da grife italiana.

Gucci Jackie O Mini Shoulder Bag. Authentic Gucci... - Depop

Intrigas e polêmicas marcaram a história da Gucci

Nem só de fama, sucesso e dinheiro viveu a grife italiana. Junto com o reconhecimento mundial e a grande fortuna, a família Gucci protagonizou episódios escandolosos que incluíram desde conflitos até assassinato.

Sem dúvida, a década de 1980, foi uma das piores para a história da marca, pois foi quando Aldo Gucci foi citado em um escândalo de fraude fiscal que chegou a custar US$ 7 milhões.

Nesta época a Gucci sofreu um período de estagnação criativa, quando quase chegou a falência. Assim, o que salvou a casa da ruína foi a entrada de um novo diretor criativo, Tom Ford, que atribuiu uma nova imagem à grife italiana.

No final da década, no ano de 1989, Maurizio Gucci, sobrinho de Aldo e neto do fundador da grife, foi assassinado com quatro tiros nas costas quando chegava a seu escritório, na cidade de Milão, a mando de sua ex-mulher, Patrizia Reggiani.

Por fim, saiba tudo sobre a collab entre Gucci e a norte americana, The North Face.

Compartilhar

INSTAGRAM.

Follow @inffino.oficial
@2021. Inffino by Projetual