O avanço do Valentine’s Day em terras tropicais.

Tendência

|

8 de fevereiro de 2020

|

Que o Brasil é do contra, todo mundo já sabe! Basta dar o exemplo do Dia dos Namorados. No mundo inteiro, 14 de fevereiro é a data em que os casais apaixonados comemoram o seu dia, trocam presentes e juras de amor eterno. Mas no Brasil…. 12 de junho foi a data escolhida, muito mais por uma questão comercial do que para ajudar os enamorados a celebrarem sua paixão.

Por lá, em terras estrangeiras, esse dia veio do romantismo mesmo! Reza a lenda que São Valentim, padre romano, foi condenado à morte no século 3 por não cumprir as leis do Imperador Cláudio II. Um dia o Imperador acordou achando que soldados casados rendiam menos que os soldados solteiros, por conta das responsabilidades. E o governante resolveu proibir casamentos!!!! Valentim foi contra, e começou a promover cerimônias clandestinas. Resultado: o imperador descobriu e sentenciou-o à morte em 270 d.C.

St Valentine

Durante a prisão o padre se apaixonou pela filha de um dos carcereiros, e no dia da execução de sua pena Valentim mandou entregarem uma carta de amor à jovem, assinada “Do seu Valentim”.

Foi no século 5 que o Papa Gelásio resolveu criar um dia especial para os apaixonados comemorarem. A data foi escolhida 14 de fevereiro o mesmo dia do festival anual Lupercalia, que celebrava a fertilidade.

Romantismo em alta no mundo todo, mas no Brasil claro que tinha de ser diferente!!!!

Crescimento do Valentine’s Day no Brasil

O ano era 1948. E uma figura que tinha um nome até hoje badalado foi a responsável por criar o Dia dos Namorados em junho. Quem? O pai do atual governador de São Paulo, que também se chamava João Doria, era publicitário e dono da agência Standart Publicidade. A loja Exposição Clipper contratou sua agência para implementar uma ação que aumentasse as vendas no mês de junho, tradicionalmente à época um mês de baixo faturamento.

Doria, que por sua atuação no mercado publicitário sabia que o Dia das Mães era uma das datas geradoras de maiores lucros, resolveu instituir o Dia dos Namorados, e escolheu 12 de junho por ser véspera do Dia de Santo Antônio, esse santo amado dos brasileiros por ser casamenteiro. Os slogans que ele lançou foram “Não é só com beijos que se prova o amor!” e “Não se esqueçam: amor com amor se paga!”.

Sacada genial = Sucesso total. A Associação Paulista de Propaganda, na época, deu o prêmio de Melhor do Ano à ação publicitária de Doria.

Ao longo dos anos, a data se firmou cada vez mais, com uma média de faturamento na casa de R$ 1,5 bilhão para o comércio, atrás apenas do Natal e, claro, do Dia das Mães. E certamente por isso também ninguém pensa em mudar essa data, afinal não se mexe em time que está ganhando!

Mas ao mesmo tempo que aqui no Brasil esse dia continua trazendo alegria aos comerciantes, nos Estados Unidos, por exemplo, cada vez menos pessoas o comemoram. De 2009 a 2019, de 60% da população que celebravam o Valentine’s Day, passaram a ser 52%, e caindo. Ainda assim faturou mais de US$ 20 bilhões de dólares em 2019.

E, claro, de novo de olho na possibilidade de maiores lucros, os comerciantes brasileiros resolveram importar o Valentine’s Day e fazer dele, tipo, uma prévia do Dia dos Namorados. Divulgando mais que os apaixonados do resto do mundo celebram em 14 de fevereiro, estão conseguindo melhorar suas vendas nesse dia. Há floriculturas em São Paulo já que nessa data vendem o dobro de flores. Assim como lojas de vinhos, chocolate e até alguns restaurantes tidos como mais românticos. 

Como nada impede de os casais comemorarem duas vezes ao ano seu amor, o avanço dessa celebração no dia 14 de fevereiro parece agradar aos mais interessados e provavelmente em muito pouco tempo será também mais uma data para trazer alegria não só aos apaixonados como também aos comerciantes brasileiros….

E então, você vai presentear no Valentine’s Day ? Confira peças exclusivas no nosso site, todas autenticadas e lindas.

Compartilhar

INSTAGRAM.

Follow @inffino.oficial
@2020. Inffino by Projetual