Sustentabilidade na Balenciaga: 5 atitudes eco-friendly da grife espanhola!

Sustentabilidade na moda

|

27 de dezembro de 2021

|

Se você é fã da casa de luxo espanhola, mas, ao mesmo tempo, é uma consumidora consciente, com toda a certeza já deve ter se perguntado sobre a sustentabilidade na Balenciaga.

Afinal, em um contexto em que a indústria da moda é a segunda mais poluente do planeta, é muito importante saber se aquela marca que tanto admiramos é parte do problema ou apresenta alguma solução para o mesmo.

A marca foi fundada em 1917 pelo designer espanhol Cristóbal Balenciaga e, desde então, já percorreu um longo caminho. 

Hoje, faz parte do grupo multinacional Kering e cresceu, se tornando uma das marcas de luxo mais populares entre as gerações jovens. 

No início de 2021, a label deu mais um importante passo na sua trajetória de mais de 100 amos.

A grife anunciou que todas as suas coleções de agora em diante, seriam livres de peles, em uma resposta a uma iniciativa da Human Society International

Além disso, desde o financiamento do Programa Mundial de Alimentos da ONU, medidas foram tomadas para a igualdade de gênero entre seus trabalhadores e adoção de métodos sustentáveis ​​em suas coleções.

Mas, apesar disto, será que a Balenciaga é realmente uma marca sustentável?

Confira, então, 5 atitudes sustentáveis e éticas que a casa de luxo adotou nos últimos anos.

1. Coleções sustentáveis

Para a coleção Primavera Verão 2021, a diretora criativa da Balenciaga, Demna Gvasalia, se concentrou na criação de peças de vestuário mais sustentáveis. 

Desse modo, os itens da última coleção foram 93,5% confeccionados em materiais reciclados.

Já no início de 2019, a marca colaborou com a Farfetch para lançar uma coleção ecologicamente correta, com o objetivo de conscientizar sobre as espécies ameaçadas. 

A coleção cápsula, que apresentava roupas femininas, masculinas e infantis, foi totalmente livre de couro, pele ou penugem, mantendo assim o compromisso da label de desenvolver peças cujas matérias-primas não tenham origem animal.

Assim, as roupas apresentavam uma série de ilustrações de espécies de animais ameaçadas de extinção, incluindo rinocerontes, elefantes asiáticos e baleias azuis.

Ademais, todos os rendimentos da coleção foram para a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN). 

 

Balenciaga New Capsule Collection With Farfetch | HYPEBAE
Coleção Balenciaga e Farfetch. Fonte: Balenciaga

2. Uso de pele sintética e vegana

Em Abril de 2021, a Balenciaga anunciou que não irá mais produzir peças de origem animal. Dessa forma, agora a maison usa apenas peles sintéticas ou de origem vegana.

Apesar da marca não usar pele animal em suas roupas desde 2015, esta foi a primeira vez que a grife anunciou oficialmente sua decisão.

Is Balenciaga Sustainable? | Sustainable Luxury Series | Luxiders
Casaco feito de cadarços de tênis. Fonte: Site Balenciaga

3. Redução da emissão de gases estufa na atmosfera

Em geral, a empresa estabeleceu uma meta com base científica para reduzir as emissões de gases de efeito estufa gerados por suas operações e cadeia de suprimentos e está no caminho certo para cumprir sua meta.

Al´ém disso, ela também possui uma política aprovada pela CanopyStyle para prevenir o desmatamento de florestas antigas e ameaçadas de extinção.

4. Apoio ao Programa Mundial de Alimentos

A marca começou a apoiar o Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas em 2018, com a missão de chamar a atenção para o recente aumento da fome global e apoiar os esforços para acabar com ele até 2030. 

Por isso, a Balenciaga lançou uma linha de roupas e acessórios, que proporcionou recursos para apoiar as maiores necessidades da organização, ajudando, em última instância, a aliviar a fome e a desnutrição em comunidades vulneráveis ​​em todo o mundo. 

Atualmente, a marca doa 20% do faturamento de cada produto ao PMA. 

5. Igualdade de gênero 

Cédric Charbit, o relativamente novo CEO da Balenciaga, está à frente da casa de luxo espanhola desde novembro de 2016; e de acordo com ele está levando as políticas de igualdade de gênero da marca e esforços sustentáveis ​​para o próximo nível.

Charbit afirmou em entrevista à Vogue que as principais iniciativas da Balenciaga incluem igualdade de gênero e ausência de salário mínimo. 

Embora a paridade nas linhas de Balenciaga favoreça as mulheres, Charbit reconheceu que ainda há um longo caminho a percorrer.

“Em 2019, 4% de nossas funcionárias tinham um nível de experiência, habilidades e desempenho equivalentes aos de seus colegas homens, mas recebiam um salário mais baixo. Foi uma discrepância terrível que já corrigimos. Garantir total igualdade de salários faz parte do nosso compromisso com os funcionários. ” alegou. 

Balenciaga Classic City

Sustentabilidade na Balenciaga: conclusão

Como vimos, as medidas de sustentabilidade na Balenciaga vem crescendo consideravelmente nos últimos anos, principalmente após a chegada de Demna Gvasalia na direção criativa da grife.

Materiais reciclados, o uso de pele vegana e medidas que apoiam a igualdade de gênero são algumas das iniciativas mais relevantes que a marca vem tomando ultimamente.

Por fim, saiba mais sobre a história da Balenciaga e aproveite e siga a Inffino no Instagram para ficar por dentro de todas as novidades da nossa loja.

Compartilhar

INSTAGRAM.

Follow @inffino.oficial
@2022. Inffino by Projetual